3 de julho de 2013

Paraibuna SP - 13k Corrida de Montanha - Estreia

     
Fala galera, agradecemos aos novos seguidores e me desculpem pela falta de maior tempo para responder os comentários, que são o mais importante do blog, sem eles não há muito motivo para escrever por aqui. (logo, volto no post anterior responder e tentarei ser mais rápido para bom feedback).
      Há duas postagens boas para fazer, uma sobre a corrida do bem, que promete agitar nossa capital dia 25.8 com premiações nas faixas etárias e nas duas distâncias e percurso totalmente novo  e ainda a Volta das Nações corrida de 10k e 21k com melhorias como na largada mais cedo e percurso melhor, mas tiraram os pódios e premiação nas faixas etárias !

     Mas, vamos ao post de hoje.  Inicialmente, o nosso amigo Corazza sempre agitava para ir alguém da equipe para correr uma prova de montanha,  por enquanto deixemos como "diferenciada".

Foto de divulgação da prova
    Prova alvo, Paraibuna 12k - válida pelo campeonato paulista de montanha 2013. (www.corridasdemontanha.com.br)

    Cidade de 20mil habitantes, retirada do kit na câmara municipal. Ainda bem que as manifestações civis estavam calmas por lá.

    Dia da prova, o número de corredores não era muito não, uns 200 no total, no máximo. Acho que o preço afasta alguns pretendentes a escaladores !

A chuva apertou bem antes da largada, não aqueci muito pois sabia que iria caminhar bastante nas subidas ...

    Ivana foi com propósito de só terminar e curtir a estreia; Corazza foi para correr forte e ainda filmar !  eu, mesmo sem conhecer nada desse tipo de prova, larguei para ir forte até quando conseguisse.

    Primeiros 2k foram ainda em asfalto e paralelepípedos, ritmo bom de 4:03 e 4:19.
    Aqui a prova realmente começou, um morro de impor respeito, nos primeiros 20m ainda corria, quando vi, todos já caminhando e logo percebi o porquê,  a respiração vai a mil, acho que é impossível correr ...
     Parece-me que a tática é caminhar a passos largos ... o que não é fácil também.
     E o terreno encharcado !!! todos escorregavam, mesmo os que usavam tênis apropriados. O jeito foi achar pequenos matos, gramas, para tracionar ... (aqui senti que o esporte é diferenciado de corrida de rua, não há ritmo, depende a cada passo do terreno à frente, às vezes poças de água (aí bate a dúvida se é fundo ou não),  um chão duvidoso se é batido ou se vamos afundar ali ... e assim vai.)

    Só sei que meu km subiu para 7:30 e depois p 9min e pco.
    Fim do primeiro morro, hora de voltar a correr ... desci com a líder do feminino, a 4:30 e com um medo danado de cair;  escorregões se tornaram normais.

    Lá pelo 5,5k divide quem iria para o trecho menor e quem iria sofrer mais um tempo nos 13k.
    "Bora lá", ainda tinha mais dois morros para subir !!! eu ia num grupo intermediário de uns 7 mais ou menos, entre eles a primeira do feminino. (para mim, serviu como referência, pois certamente ela era experiente em subir e descer).
    Aqui na subida, por descuido da organização da prova, a sinalização ficou falha e muita gente errou o caminho, inclusive eu !!! perdi um minuto pelo menos, e quase cai numa ribanceira, seria o fim do dia !!! mas  me agarrei na vegetação e escapei da situação sem problema, nem riscos maiores.
   Nisso perdi umas 5 posições que não recuperei mais.
   Ainda alcancei novamente a líder do feminino. Nas retas eu tinha mais velocidade, mas em subidas e descidas, o povo treinado para isso leva muita vantagem.
    No 8 km diminuiu minha vontade de correr, pois corri sempre forte e a musculatura sentiu !!
    Nos 10k era hora de subir o último morro e eu literalmente abandonei o esforço de subir e descer forte. Apenas subi e desci caminhando. Neste último achei mal feita a trilha, com espinhos e valas com mais de 1 metro, não gostei disso não (mas o forasteiro sou eu, e a graça pode ser essa ! então, está valendo !!!)
    Nos 11,5km era o fim das montanhas, hora de voltar a correr e confesso que a musculatura de correr no plano estava "à ponto de bala" consegui correr tranquilamente a 4:30 e olhava para trás para saber se precisava acelerar ... hehehe, como não tinha era só manter ...
    Passo no meu relógio com 1:28:08 e 12.9k., (ainda não tenho a foto da chegada.)
Foto: Copa Paulista de Corrida de Montanha
Foto de divulgação - comprei uma tbm
    Ivana já nos esperava há algum tempo, terminou em 52min e ficou em 8º no geral e 3º na categoria !! opa, um pódio para a estreia !!!
    Fomos trocar a roupa e nos limpar, eu cai uns 3 tombos, mas por causa de meu abuso. A organização deveria fornecer um chuveiro, mas não sei se é pedir demais !!! hehehe.
    Perdemos a chegada do Corazza e também quando chamaram Ivana para o pódio, uma pena mesmo !!! Corazza disse que se perdeu, juntamente com uns 2 corredores e acabou fazendo +- 1,4km.
    Depois fiquei sabendo que também peguei uma vaguinha no pódio, 3º na categoria 30a34, uma boa recepção das montanhas conosco !!!

 CONCLUSÕES
  
1 -  Prova de montanha não é brincadeira !!! e confesso que tenho medo por quem  ou por excesso de peso ou por pouca musculatura encara uma prova dessa !!! Quero dizer para quem quer correr mais forte !. Para brincar, está valendo.  um chute, mas acredito que 1k subindo e principalmente descendo as montanhas, equivalem a 3k nas corridas de rua.  Isso tiro de conclusão pois no 8k eu não conseguia mais correr nem subindo nem descendo e nas retas ia normalmente !  

2 - o clima da maioria é de curtição e não de competição;  como gosto de competir, achei  perigoso correr em trecho sem caminho definido,  onde havia ponta de tocos, espinhos e um sem fim de valas e buracos, capazes de torcer o pé, joelho, facilmente.

3 - Acho que meu preparo hoje é para provas de montanha de até 8km, onde disputaria legal com a turma mais apressada (na próxima vou nessa distância).

4 - O clima, visual e percurso diferenciado são certamente fantásticos e fazem bem para a mente (no meu caso nem tanto para o corpo !! (estou até hoje sem descer escada normalmente)).

5 - Para quem não fez, faça !!!  mas pelo amor a seu joelho, faça musculação antes !!! Aqui, incluo fazer muito abdominal, pois a lombar sente legal !

6 - Ainda, subir 200m de elevação em 1km não é brincadeira (nem corrida) ! como comparação a subida do Sóter tem 120m em 3,5k !
7 - Eu gostei, mas acho que gostaria mais de um percurso cross country (mais leve), pois apesar de não ter medo de subida e até aconseguir boa posição para estreia, o desgaste é maior.

8 - Para quem é aventureiro, vale a pena treinar para isso, pois as provas são muito bacana e cada prova certamente será distinta e inesquecível !!! ah, faça musculação !!! suba e desça trotando ou caminhando morros ou ladeiras mais íngrimes que achar !!! faz uma diferença danada saber descer (subir nem tanto).

9 - Aos experientes, peço desculpa, pois sou um novato querendo falar sobre as provas de vocês !

10 - Como somos amadores no desempenho, uma variação nas provas é muito bem-vinda.

Valeu Ivana e Corazza
segue o link do percurso !!!
http://connect.garmin.com/activity/336881436

segue um vídeo feito pelo Corazza:

--------------------------------------------------------
Ivana  6k em 52min - 8º geral e 3 º categoria
Corazza 13k - 1h41 (na verdade 14.1k)
Rodrigo  13k 1:28:08 - 24º na geral e 3º na categoria

5 comentários:

Fábio Corazza disse...

É isso aí Rodrigo, você conseguiu transmitir uma boa imagem para quem nunca correu em montanha. A coisa é brava mesmo, exige muito da musculatura, mas por outro lado, as paisagens, as aventuras, e a galera toda animada, ajuda a distrair a mente para o esforço físico. O ideal realmente é fazer o que você escreveu, musculação junto dos treinos de corrida específicos para montanha: treinar em trilhas, enfrentar subidas com alta elevação, se puder, até treinos em escadaria, vai ajudar muito. Parabéns pelo resultado, e vou torcer para você se animar e ir numa próxima prova.
OBS: o esforço para este tipo de prova ajuda em muito na hora de correr na rua. Depois de pegar uma certa facilidade com a montanha, a rua fica bem mais fácil, a sensação de esforço será bem menor.
Abraços

sacadura disse...

Pelo seu relato parece que foi uma corrida bem difícil o que valoriza ainda mais os resultados de vcs. Parabéns!!! Não sei se um dia farei corrida de montanha pois tenho receio de machucar. Abçs a todos

alessandro guimaraes disse...

Rodrigo concordo com tudo que voce postou, tenho esta mesma impressão , o risco de lesões é frequente devido ao piso acidentado, e pra mim não gosto de correr em cima deste risco, a natureza é a unica compensação. Parabéns a todos !!!

Bruno Eiji Guibu disse...

Deu uma baita vontade e, ao mesmo tempo, medo de correr uma prova dessas.

Deve ser de travar as pernas mesmo.

Ivana e Rodrigo ja foram pro pódio logo na primeira, quéissohein?!

Abraços!

equipecorridaderuams.blogspot.com disse...

E aí galera,

é Corazza, correr nas montanhas é dureza, é diferente ... qdo achar uma sem chuva terei mais opinião formada a respeito. Valeu.

Saca, tem que fazer uma sem mta preocupação para tempo para curtir a experiência.

Alessandro, acho que p nosso gosto de correr forte sem medir esforços e abusando ... a corrida de trilha é perigosa sim. Não sei se o risco de me lesionar vale a pena desafiar toda hora ...

Bruno, hehehe, deu sorte, faça sim uma prova para ter sua noção a respeito.